Santa Casa de Marília é destaque em ‘Qualificação da Gestão’ no 2º Fórum Somos SUStentáveis da Fehosp

Foto Divulgação
A Santa Casa de Misericórdia de Marília teve trabalho como destaque na categoria “Qualificação da Gestão” no 2º Fórum Somos SUStentáveis da Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo), realizado no dia 18 de novembro, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo.
 
Com o tema “Qualificação da alta hospitalar: construção de um diagrama direcionador que integra equipe de saúde, família e RAS (Redes de Atenção à Saúde)”, o trabalho apresentado no Fórum pelo superintendente assistencial da Santa Casa de Marília, Márcio Mielo, mostrou a qualificação da alta dos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) implantada no hospital, entendendo a necessidade de articular o cuidado e considerando a equipe de saúde envolvida, a família e os diferentes pontos de atenção das Redes de Atenção à Saúde. 
 
Os objetivos deste trabalho foram: qualificar a alta hospitalar a partir da articulação do hospital, família e Redes de Atenção à Saúde; construir e implantar um instrumento que facilitasse a comunicação da equipe de saúde do hospital com a equipe da atenção primária; e a construção de um PTS (Projeto Terapêutico Singular) para pacientes com vulnerabilidade conhecida.
 
Para que o trabalho de qualificação de alta hospitalar obtivesse êxito, foi realizado o mapeamento do perfil de pacientes que saíam de alta do hospital, elaborando um instrumento de alta que norteasse a ação da equipe de saúde da atenção primária com relação às necessidades do paciente e da família. Também foi promovida a capacitação da equipe do hospital na elaboração e execução do Projeto Terapêutico Singular e construção do plano de alta qualificada a partir de um direcionador primário. 
 
Implantado em 2017, o processo de qualificação de alta hospitalar vem crescendo e se aprimorando na Santa Casa de Marília. Em seu primeiro ano de implantação, foram registradas 802 altas qualificadas. Em 2018, foram 2.638 e até o final de outubro de 2019, total de 2.532 procedimentos do gênero foram realizados.
 
“O projeto demonstrou resultados significativos do ponto de vista da qualificação da alta. As próximas etapas incluem a mensuração de readmissões de pacientes com alta qualificada e análise crítica dos fatores que a desencadearam, além do desenvolvimento de um plano terapêutico simplificado nas primeiras 24 horas de internação do paciente. A participação das esferas municipal e estadual neste projeto foram fundamentais e a sua construção coletiva se deu a partir da discussão e reflexão das equipes mediadas pelos articuladores da humanização do Programa SUStentáveis”, enfatizou o superintendente assistencial da Santa Casa de Marília, Márcio Mielo.
 
Participaram da elaboração do trabalho de qualificação de alta hospitalar da Santa Casa de Marília, coordenado pelo superintendente assistencial, Márcio Mielo, os seguintes profissionais: Marisa Regina Stradioto, Marcia Regis Rodrigues (DRS IX), Tatiana Garbelini Ferreira, Luciana Cláudia Leite Flosi dos Santos, Clotilde Carvalho de Souza Moreira, Valdirene Tenório da Costa alegria, Marlene de Rossi Oliveira, Karina Fernandes de Almeida, Andreza de Cássia Nogueira e Gabriele Cheder Tedesco.
 
O evento
O 2º Fórum Somos SUStentáveis foi aberto com o diretor-presidente da Fehosp, Edson Rogatti, o presidente da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Itamar Borges e o deputado federal, Vitor Lippi.
 
As atividades da manhã iniciaram com palestra ministrada pelo superintendente do Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual), Wilson Pollara. O tema abordado foi “A saúde tem cura”.
 
O coordenador de Regiões de Saúde do Estado de São Paulo, Osmar Mikio Moriwaki, veio na sequência e ressaltou “O desempenho dos hospitais SUStentáveis”.
 
Após o almoço, foram apresentados os cases nas categorias “Qualificação da Gestão”, “Qualificação da Assistência e Segurança do Paciente” e “Sustentabilidade”.
 
Pela primeira vez, o 2º Fórum Somos SUStentáveis da Fehosp trouxe em sua programação a Sala Técnica, onde representantes das entidades filantrópicas puderam tirar dúvidas sobre o Programa Santas Casas SUStentáveis e debater questões relativas à gestão, para otimização do trabalho.
 
A atividade foi conduzida por Tanira Gomes de Toledo Barros e Nelson Yatsuda, da Secretaria de Saúde do Estado; Domingos Guilherme Napoli, gerente médico da CROSS (Central de regulação de Oferta de Serviços de Saúde); Marcelo Carnielo, diretor técnico da Planisa; e Fátima da Conceição, gerente técnica da Fehosp.
 
A cerimônia de encerramento contou com a presença do diretor-presidente da Fehosp, Edson Rogatti, do presidente da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Itamar Borges, do secretário adjunto da Secretaria do Estado da Saúde, Alberto Kanamura e do presidente da Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, Cauê Macris.
 
CONFIRA OS TRABALHOS PREMIADOS
 
Qualificação da assistência e segurança do paciente
 
1º lugar
Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba – Seção Hospital
Tema: Horizontalização da Assistência Médica
Autor: Miki Mochizuki
 
2º lugar
Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Limeira
Tema: Certificação CQH
Autora: Patrícia Fernandes Santa Rosa
 
2º lugar
Hospital Padre Albino de Catanduva
Tema: Visita à Maternidade: vinculação prévia, um direito da gestante
Autora: Aline Cristina de Poli
 
Sustentabilidade
 
1º lugar
Fundação Padre Albino - Hospital Emílio Carlos
Tema: Otimização da agenda médica ambulatorial e integralidade do cuidado com medicamento: resultados da implantação de consultório farmacêutico em hospital escola
Autor: Belmiro Morgado Junior
 
2º lugar
Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Limeira
Tema: Fluxo OPME
Autora: Déborah Cristine Marques de Francesco
 
3º lugar
Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba – Seção Hospital
Tema: Programa Sustentabilidade
Autora: Luciana Garcia
 
Qualificação da Gestão
 
1º lugar
Sociedade Matonense de Benemerência - Hospital Carlos Fernando Malzoni
Tema: Projeto Terapêutico Singular: uma construção coletiva para proporcionar a integralidade do cuidado.
Autor: Natalia Ferrari Vedroni
 
2º lugar
Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba – Seção Hospital
Tema: Kanban eletrônico: avanços na gestão operacional, qualidade e segurança do paciente do Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba
Autor: Cássio Guizzo
 
3º lugar
Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Marília
Tema: Qualificação da alta hospitalar: construção de um diagrama direcionador que integra equipe de saúde, família e RAS
Autor: Márcio Mielo
Compartilhe!
Deixe seu comentário

Veja
Também

Telefone
Diretor Comercial
Marcos Flaitt
(14) 99601-3070
E-mail
redacao@revistad.com.br
apoiorevistad@gmail.com
(14) 3221-0780
Siga-nos