Implante transcateter de válvula aórtica

Programa consolida-se na Santa Casa de Marília
O implante transcateter de bioprótese valvar aórtica (TAVI) consolidou-se como modalidade de tratamento de pacientes idosos portadores de estenose aórtica sintomática. Inicialmente indicada para indivíduos de risco cirúrgico alto ou proibitivo, a técnica hoje também contempla aqueles de menor complexidade, graças ao excelente desempenho dos dispositivos quando comparados à cirurgia convencional em importantes estudos clínicos realizados. Assim, já configura como recomendação precisa na abordagem dessa patologia nas principais diretrizes cardiológicas internacionais.
Oferecendo esse tratamento de vanguarda para Marília e região, desde 2016, o serviço de Cardiologia Invasiva da Santa Casa de Marília, sob a coordenação do cardiologista intervencionista Pedro Beraldo de Andrade, alcançou consistência nos resultados oferecidos aos 15 pacientes já submetidos ao procedimento nos últimos três anos, com sucesso do implante e alta hospitalar precoce para a totalidade dos casos.
Para tanto, conta com uma equipe multiprofissional composta por cardiologistas intervencionistas, cirurgiões cardíacos, anestesistas, intensivistas, enfermeiros e fisioterapeutas, integrados e focados em oferecer os melhores cuidados ao cliente.
“O processo de treinamento e certificação para alcançarmos com êxito nossos objetivos envolve uma grande dedicação individual de cada membro do Heart Team da Santa Casa, plenamente recompensada após a alta domiciliar de cada um desses pacientes que nos confiaram seu tratamento”, atesta Pedro Beraldo. Em abril de 2019, o profissional obteve o diploma oficial da Associação Médica Brasileira e da Sociedade Brasileira de Cardiologia para a efetivação de procedimentos valvares por cateter, conferido até o momento a apenas 52 profissionais em todo a país, sendo o único na região do Centro-Oeste Paulista. Entre os dias 1 e 3 de outubro, Pedro Beraldo realizou um treinamento no University Hospitals, em Cleveland, EUA, centro de referência mundial em TAVI. Além disso, participará entre 17 a 19 de novembro, na Inglaterra, do PCR London Valves, maior evento mundial dedicado exclusivamente ao tópico de terapias valvares transcateter.
“Sempre tive como meta profissional cotejar nossos resultados e torná-los comparáveis àqueles obtidos nos melhores centros intervencionistas ao redor do país e do mundo. Felizmente atesto dia-a-dia que estamos na direção correta. Para tanto, colocamo-nos em contínua atualização, aprimoramento e incorporação de novas tecnologias, em uma simbiose que contempla o corpo clínico do Serviço, a administração da Santa Casa, os parceiros e demais gestores envolvidos nos cuidados à saúde de nossa população”, concluiu o médico cardiologista intervencionista.

CARDIOLOGIA NA SANTA CASA DE MARÍLIA
 A Santa Casa de Marília é referência em atendimentos cardiológicos para o SUS (Sistema Único de Saúde) para uma região de 62 municípios do DRS IX (Departamento Regional de Saúde) e inclusive recebe pacientes referenciados através do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O hospital realiza mais de 500 intervenções cirúrgicas cardiológicas por ano, sendo 20 implantações de aparelhos de marcapasso por mês. O serviço de Hemodinâmica conta com duas salas, recebendo também pacientes encaminhados do serviço de urgência e emergência. Os equipamentos com alta tecnologia existentes na unidade garantem a precisão dos procedimentos de angioplastia e outros que necessitem da utilização de imagem. São realizados mais de 2.200 atendimentos anualmente na unidade, que realiza mensalmente 147 cateterismos e 43 angioplastias na unidade.
Desde 2014, o hospital dispõe de uma moderna UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusiva para a Cardiologia, conhecida como unidade REC (Recuperação Cardiológica), dispondo de oito leitos, com o acompanhamento de médicos cardiologistas (clínicos e cirúrgicos) e equipe multiprofissional (Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Fonoaudiologia e Psicologia). A unidade possui taxa de ocupação de aproximadamente 70%, atendendo também os encaminhamentos da urgência e emergência. Vale lembrar que, por conta da eficiência do serviço de Cardiologia da Santa Casa de Marília, não existe fila de espera por procedimentos cardiológicos na região. Os profissionais da Santa Casa de Marília estão em constante atualização e dispõem de moderno Centro Cirúrgico, que passou por revitalização recentemente, além de dispor de equipamentos com tecnologia de ponta, adquiridos através de emendas parlamentares e investimentos próprios do hospital.

Compartilhe!
Deixe seu comentário

Veja
Também

Telefone
Diretor Comercial
Marcos Flaitt
(14) 99601-3070
E-mail
redacao@revistad.com.br
apoiorevistad@gmail.com
(14) 3221-0780
Siga-nos