Eleita a Corte do Carnaval 2020 de Marília

Durante o evento foram eleitos Rei Momo, Rainha do Carnaval, Princesa e Rainha da Diversidade
Aconteceu na última sexta-feira, dia 7 de fevereiro, o concurso para a Corte do Carnaval 2020 de Marília. Durante o evento foram eleitos Rei Momo, Rainha do Carnaval, Princesa e Rainha da Diversidade.
 
O evento, realizado pela Secretaria Municipal da Cultura de Marília, contou com uma grande festa com mais de 500 pessoas presentes na quadra da escola de samba Nova Marília (Grenom), na zona sul da cidade. 
 
O concurso reuniu as baterias das comunidades Salvador Sagueiro e a Império São Jorge da comunidade do Argolo Ferrão, que apresentaram seus enredos e as batucadas, abrindo o Carnaval 2020.
 
A eleição contou com quatro candidatas à Rainha do Carnaval, sendo a ganhadora Ana Paula Álvares Fernandes, de 23 anos. Este foi terceiro ano de Ana Paula concorrendo, sendo que há três anos vinha desfilando como rainha da Bateria da Escola de Samba Nova Marília.
 
“Obrigada a todos que torceram por mim. Estou muito feliz pela minha conquista. É o terceiro ano concorrendo e enfim a primeira vitória”, disse a rainha Ana Paula.
 
Em 2ª lugar, o título de princesa foi para Monique Alves, de 33 anos, dançarina, cantora e coreógrafa. Monique dança há 15 anos e é a primeira vez que disputa o concurso para corte do carnaval.
 
A categoria Rainha da Diversidade teve duas representantes, sendo Kelly Fernandes - segundo ano da sua participação como candidata, coroada como Rainha da Diversidade 2020, personalidade que representará o público LGBTTQ+. Muito querida na cidade, Kelly tem 29 anos.
 
“Sempre desfilei nas escolas de samba da cidade. Amo a cultura carnavalesca e acredito que o carnaval é símbolo de resistência”, disse Kelly, a Rainha da Diversidade.
 
Já para Rei Momo, símbolo de fartura, figura que representa a riqueza do carnaval, o concurso contou com dois candidatos, sendo um desistente, coroando, portanto, Félix Domingues. Morador do distrito de Rosália, 55 anos, motorista autônomo, já desfilava na antiga escola de samba Corinthians do Sapo.
 
 “Foi uma noite de bastante alegria, com muito samba no pé e disputas acirradas entre as candidatas”, avaliou a chefe de gabinete da Secretaria de Cultura, Luciana Santos.
“Tivemos um público muito grande, surpreendente. E foi um evento muito importante porque, após 10 anos que não se realizava a eleição da corte do carnaval, tradição carnavalesca que não pode se perder, estamos no nosso terceiro ano de retomada da Corte do Carnaval. Já é um sucesso de união, entre as baterias, fortalecimento da cultura popular, além disso, adotamos políticas de inclusão e visibilidade LGBTTQ+, com premiação igual à da Rainha do Carnaval. A Corte está agora de mãos dadas para representar o Carnaval de Marília nos blocos, escolas e bailes”, complementou.
 
Além de participar da folia nos blocos, clubes e outros compromissos carnavalescos, a Corte Real também será encarregada de abrir os desfiles do O Circo com concentração às 10h no Espaço Cultural de Marília e da Escola de Samba Nova Marília no dia 24 de fevereiro às 20h.
 
Os foliões podem acompanhar toda a programação na página da Secretaria da Cultura no Facebook/secretariamunicipaldaculturademarilia/.
Compartilhe!
Deixe seu comentário

Veja
Também

Telefone
Diretor Comercial
Marcos Flaitt
(14) 99601-3070
E-mail
redacao@revistad.com.br
apoiorevistad@gmail.com
(14) 3221-0780
Siga-nos