Beleza na era da selfie

Especialista em cirurgia plástica, Fábio Duarte fala sobre os procedimentos estéticos mais buscados em tempos de redes sociais e aborda os cuidados que devem ser ponderados nessa prática

Alguns dos registros mais antigos da Cirurgia Plástica são datados de 2.500 a.C. Contudo, a beleza nunca esteve tão em evidência como na era das redes sociais. Em tempos de selfie e exposição constante às fotos alteradas por filtros de apps como Instagram e Snapchat, a busca pela aparência perfeita fez com que o número de cirurgias, especialmente faciais, aumentasse em todo o mundo. Não há números oficiais no Brasil, mas de acordo com dados divulgados em 2017 pela Academia Americana de Plástica Facial e Cirurgia Reconstrutiva (AAFPRS), 55% dos pacientes justificaram sua opção pela vontade de sair bem em fotos. Evitar o envelhecimento também figura entre as principais razões para o aumento da procura por procedimentos, que subiu cerca de 25% desde 2014 no Brasil.
A preocupação com uma aparência mais jovem é legítima. Não exclusivamente pela competitividade do mercado, que faz com que nossa aparência seja também um cartão de visitas, mas principalmente pelo valor que a autoestima possui nas relações interpessoais e também em nossa autoaceitação. A forma como nos vemos afeta diretamente o modo como enxergamos a vida e lidamos com ela.
Por outro lado, a realização de um procedimento cirúrgico, mesmo que eletivo, compreende alguns riscos que devem ser ponderados. De acordo com o cirurgião plástico Fábio Duarte, a primeira preocupação deve ser com a escolha do profissional. “É importante consultar se o médico está registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o que garante ter cumprido as residências em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, ambas obrigatórias para o exercício da profissão”, esclarece.
Outro fator de extrema importância no momento de optar por uma cirurgia estética é o bom estado de saúde geral. “Além de ter expectativas realistas sobre os resultados, é preciso que o paciente seja submetido a exames importantes antes da cirurgia. É preciso ainda estar com doenças crônicas (como diabetes, por exemplo) sob controle. Fumantes também exigem uma atenção superior, pois substâncias presentes no cigarro comprometem a circulação e repercutem em diversos aspectos, da cirurgia até a recuperação”, pontua o especialista.
Todo o uso de medicação também deve ser comunicado ao médico – tais como aspirina, anti-inflamatórios, anticoncepcionais e até mesmo fitoterápicos, pois podem atuar na circulação, coagulação e também na cicatrização dos tecidos. O médico ressalta ainda que é preciso ponderação no momento de escolha dos procedimentos. “Muitas pessoas acreditam que podem aproveitar a anestesia para realizar diversas cirurgias ao mesmo tempo. Contudo essa possibilidade deverá ser avaliada cuidadosamente pelo cirurgião responsável. Há limites biológicos do corpo que devem ser respeitados. A saúde sempre está em primeiro lugar”.
 
PROCEDIMENTOS
O Brasil é o segundo país em números de cirurgias estéticas em todo o mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. De acordo com relatório emitido pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), em 2017 foram realizados 2.524.115 procedimentos, o que representa 10,7% do volume total de cirurgias plásticas realizadas no mundo.
Entre os favoritos estão os corporais lipoaspiração e aumento de mamas; já para a face, os campeões são a blefaroplastia e a rinoplastia.
Conheça a seguir um pouco mais sobre cada um dos procedimentos mais procurados no Brasil.
 
 

PAÍS PROCEDIMENTOS % MUNDIAL
EUA 4.217.862 17,9%
BRASIL 2.524.115 10,7%
JAPÃO 1.137.976 4,8%
    FONTE: ISAPS 2017
 
 
FACE
 
BLEFAROPLASTIA
(CIRURGIA DAS PÁLPEBRAS)
À medida que envelhecemos, a pele perde gordura e grande parte da sua elasticidade, tornando-se mais flácida e com rugas. Este processo, que pode ser acelerado por fatores como a perda súbita de peso, faz com que as pálpebras fiquem salientes. A remoção da pele em excesso - acompanhada pela retirada de bolsas de gordura - tem por fim melhorar a aparência da face. Na blefaroplastia superior, remove-se, do centro de cada pálpebra superior, uma dobra horizontal de pele, de modo que a cicatriz corra ao longo de uma prega natural. Na blefaroplastia inferior, a incisão é feita abaixo dos cílios, de modo a que a cicatriz fique na zona de sombra das mesmas e se prolongue obliquamente, parecendo uma linha de expressão. A cirurgia é realizada sob anestesia local com sedação e o paciente recebe alta hospitalar no final do dia. O repouso recomendado é de cinco dias.
 
RINOPLASTIA
A cirurgia está indicada para correções estéticas e funcionais do nariz, com objetivo de promover um equilíbrio harmonioso da face. A rinoplastia pode alterar aspectos tais como o tamanho do nariz em relação a demais estruturas faciais, a largura do dorso nasal, o perfil, a ponta do nariz, o tamanho das narinas, a assimetria nasal e os desvios. O tipo de cirurgia e a técnica utilizada deverão ser planejados previamente entre cirurgião e paciente, em busca da obtenção do resultado mais satisfatório possível.
A cirurgia requer internação hospitalar por um dia e ocorre sob anestesia geral ou local com sedação. O pós-operatório é indolor, requerendo afastamento das atividades de sete a 15 dias.
 
RITIDOPLASTIA (LIFTING FACIAL)
Diversos tipos de procedimentos que melhoram as marcas causadas pelo envelhecimento da face e do pescoço. A ritidoplastia cervicofacial é a mais realizada e é destinada a tratar flacidez e as relações de envelhecimento da pele dos músculos da face e do pescoço. O objetivo dessa intervenção não é alterar a forma e a aparência do rosto, mas sim restaurar as diferentes estruturas anatômicas da face e pescoço permitindo que o resultado se aproxime do aspecto harmonioso de uma face jovem. A cirurgia pode ser feita logo que os sinais de envelhecimento aparecem, geralmente por volta dos 40 ou 45 anos. Esta intervenção pode ser associada com cirurgia da pálpebra (blefaroplastia) e correção de rugas e marcas da testa (ritidoplastia endoscópica). Também pode ser associada a terapêuticas complementares, como dermoabrasão, peelings, preenchimentos de rugas e sulcos, injeções de toxina botulínica, entre outros. A cirurgia que requer internação hospitalar por um dia. É feita com anestesia geral ou local com sedação, e tem pós-operatório pouco incômodo, requerendo afastamento das atividades em média por 10 a 15 dias.
 
OTOPLASTIA
Indicada para alterar a forma, posição ou proporções das orelhas, é comumente procurada para corrigir as chamadas “orelha de abano”. O procedimento pode ser realizado após os sete anos de idade. A cirurgia possui alto grau de satisfação. Requer internação hospitalar por 12h, anestesia local com sedação e pós-operatório indolor. Requer afastamento das atividades por sete dias em média.
 
 
CORPO
 
ABDOMINOPLASTIA – PLÁSTICA DE ABDOMEN
Indicada para pacientes que apresentam flacidez abdominal e excesso de pele. Está indicada geralmente para mulheres após a gestação e grandes perdas de peso, podendo ser associada à lipoaspiração. Consiste na retirada de todo excesso de pele e gordura abdominal junto ao reposicionamento dos músculos reto abdominais, proporcionando um abdome mais firme e com cintura mais definida. Requer internação hospitalar por um dia. Feita sob anestesia geral, no pós-operatório demanda o uso de cintas e drenagem linfática, requerendo afastamento das atividades em média por 20 a 30 dias.
 
LIFTING DE BRAÇOS E COXAS
É a cirurgia indicada para correção do excesso de pele e flacidez, que geralmente está associado a grandes perdas de peso e ao envelhecimento. A cirurgia é feita com internação hospitalar por um dia, anestesia geral ou local com sedação. O pós-operatório gera pouco incômodo e requer afastamento das atividades em média por 15 a 30 dias.
 
LIPOASPIRAÇÃO (LIPOESCULTURA)
Consiste na retirada de gordura localizada em determinadas regiões do corpo que apresentam dificuldade de redução com dietas e exercícios físicos. Tem como objetivo melhorar o contorno corporal dando harmonia a silhueta, pode ser associada a lipoenxertia. Requer internação hospitalar por um dia, sendo feita sob anestesia geral ou local com sedação. O pós-operatório gera pouco desconforto, requerendo afastamento das atividades em média por sete dias.
 
 
MAMAS
 
MAMAPLASTIA REDUTORA
É a cirurgia indicada para pacientes que apresentam hipertrofia glandular ou excesso de pele. A correção consiste em reduzir a glândula mamária e o excesso de pele, buscando como resultado uma mama bem posicionada de tamanho satisfatório e resultado duradouro. A cicatriz em “t” invertido fica bem posicionada dentro das margens do biquíni. A cirurgia que requer internação hospitalar por um dia, feita com anestesia geral e tem pós-operatório com pouco desconforto, requerendo afastamento das atividades em média por 30 dias.
 
 
MASTOPEXIA – LIFTING MAMÁRIO
Indicada para pacientes com ptose acentuada das mamas, mas que necessitam de volume mamário, que poderá ser obtido com a inclusão de prótese de silicone associada à retirada de pele mamária e reposicionamento das aréolas. Cirurgia que requer internação hospitalar por um dia, feita com anestesia geral e pós-operatório com pouco desconforto, requerendo afastamento das atividades por 20 a 30 dias, em média.
 
PRÓTESES MAMÁRIAS
Em geral, é indicada para mulheres que apresentam hipomastia (mamas pequenas) e desejam aumentar seus seios. O resultado é obtido através da inclusão de próteses de silicone em região retroglandular ou retromuscular, variando de forma tipos e tamanhos, com definição após minuciosa avaliação no pré-operatório. Requer internação hospitalar que varia de 12 horas a um dia, com procedimento feito sob anestesia geral ou local com sedação e pós-operatório com pouco desconforto, requerendo afastamento das atividades em média por 10 a 15 dias.
 
 
OUTROS PROCEDIMENTOS
 
TOXINA BOTULÍNICA
Realizado através da aplicação de toxina botulínica tipo A em determinados músculos da mímica facial objetivando a paralisação dos mesmos, que resultará em uma face sem rugas e com aspecto mais jovial. Tempo de duração entre quatro e seis meses.
 
PREENCHIMENTOS
O procedimento está indicado para preencher rugas e marcas de expressão com substâncias absorvíveis e inabsorvíveis, geralmente nas regiões dos lábios sulco nasogenianos e região frontal.
 
SOBRE O PROFISSIONAL
Fábio Duarte é cirurgião plástico especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e pela Comissão Nacional de Residência Médica (MEC), Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Após o término de sua graduação, Duarte realizou residência médica em Cirurgia Geral por três anos na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, obtendo o título de especialista pela Comissão Nacional de Residência Médica (MEC). Depois ingressou por mais três anos na residência médica de Cirurgia Plástica na Clínica Fluminense em Niterói (RJ) onde se tornou aluno do renomado cirurgião plástico Ronaldo Pontes, profissional reconhecido como uma das maiores autoridades mundiais de cirurgia de face e nariz. Fábio Duarte se mantem em constante atualização com as mais recentes técnicas em Cirurgia Plástica, participando de seminários e congressos nacionais e internacionais regularmente, o que lhe fornece grande experiência e atualização permanente, proporcionando-lhe melhores condições para diagnosticar e tratar imperfeições em todas as áreas do corpo.
 
SAIBA MAIS
Fábio Duarte (CRM 182.442/ RQE 16.663) atende em Marília na Avenida das Esmeraldas, 2517. Contato pelo (14) 3413-9700. Em Ourinhos, o consultório fica na Rua Dom Pedro I, 814, Vila Moraes. Telefone (14) 3026-2604. E em Assis, na Avenida Nove de Julho, 1055, Centro, telefone (18) 3324-4734

Compartilhe!
Deixe seu comentário
Telefone
Diretor Comercial
Marcos Flaitt
(14) 99601-3070
E-mail
rodrigo@revistad.com.br (redação)
branca@revistad.com.br (adm)
(14) 3221-0780
Siga-nos